Eugène Delacroix - "A liberdade guiando o povo" - 1830






26 de abr de 2010

O desastre da política externa de Lula

Notícia publicada hoje no TERRA:



Comento:

O psicionamento diplomático do Brasil nos assuntos relativos ao Irã são castróficos para o Brasil, mas mais ainda para o Lula, que vê sua "notoriedade" internacional virar pó do dia pra noite.

Lula não esconde que sua principal ambição internacional é que o Brasil ocupe uma cadeira permanente do Conselho de Segurança da ONU. Em sua míope visão, isso seria a coroação de uma política diplomática bem sucedida e de sucesso, e consolidaria o Brasil,e em particular o próprio Lula, como o grande negociador e concialidor internacional, capaz de arbitrar todos os conflitos mundiais, mesmo que isso seja apoiando os piores ditadores do mundo.

O Brasil jamais ocupará essa cadeira, pelo menos enquanto o PT estiver no poder. Para poder ter algum destaque internacional, não basta ter potencial econômico, é preciso antes de tudo ter COÊRENCIA em atitudes e posicionamentos que tangem o política externa.

Não é possível levar a sério um país (em particular o mandatário de uma nação), que está alinhado com as neo-ditaduras latino americanas (e cuja maior aspiração é tornar-se a maior delas), que se prestou a um papelão no caso de Honduras, abrindo a embaixada para exilar um ex-presidente que foi retirado do cargo, não através de um golpe (como a imprensa burra e chapa-branca do Brasil informou), mas de forma limpa, clara e constitucional, pelo poder juduiário daquele país. O Brasil dar apoio e retaguarda àquela figura caracteriza, isso sim, golpismo em terras alheias. Não é possível levar a sério um presidente que se recusa terminantemente a extraditar um terrorista assassino Italiano, mesmo havendo parecer favorável do Judiário (isso não surpreende, pois a candidata do governo também é uma terrorista profissional com participação em diversos atos criminosos). Afinal como Lula poderia trair "um dos deles"?

O Lula insiste em dar apoio e suporte ao Irã, mesmo o mundo inteiro falando o contrário, inclusive China e Rússia.

O mundo jamais levará LULA a sério, por um motivo simples: ele não é sério. É apenas um deslumbrado do poder, com viés de ditador, que tem certeza que o universo foi criado ao redor do umbigo dele, e que se Deus existisse, teria criado o universo pra ele. E os petralhas, que completam os quadros desta corja, são o que há de pior na sociedade brasileira, gente sem escrúpulos, amorais, defensores dos métodos mais sórdidos, anti-éticos e ilegais para atingir seus objetivos de poder.

Graças a Deus, o mundo não leva o Lula a sério. Agora só falta o Brasil.


Share/Bookmark


Nenhum comentário: