Eugène Delacroix - "A liberdade guiando o povo" - 1830






24 de abr de 2010

Serra é o verdadeiro candidato do Lula


 

Confesso que nunca fui dado às teorias da conspiração, principalmente aquelas que circulam por e-mails, e que recebemos as dezenas toda semana.

Todavia não posso negar que a escolha da Dilma como candidata do PT a presidência sempre me intrigou. Quando começaram a citar a Dilma como possível candidata, há meses atrás, para era nitidamente uma piada, uma cortina de fumaça para esconder o verdadeiro candidato, ou apenas para criar factóides. Mas o tempo foi passando e vi que o Lula realmente iria lançar Dilma como candidata. Na minha opinião não poderia haver nome pior (para o PT) do que Dilma: uma pessoa sem currículo, e o pouco que tem é impublicável, vida pública burocrata e pífia, nunca concorreu a nenhum cargo eletivo e principalmente era completamente desconhecida do povo, sem ter sequer uma base eleitoral, por menor que fosse.

Mas com o passar do tempo, algumas hipóteses começaram a surgir. O Lula, todos sabem, está pouco se importando com seus companheiros de partido, ou com o partido da estrela em si. Ele só se importa consigo mesmo, e com sua imagem e biografia de santo vivo a andar por estas terras brasileiras . Lula sabe do potencial eleitoral de Serra e sabe que tirar a eleição dele não será algo fácil. Lula também sabe que esses oito anos de populismo, política fiscal errada, gastos públicos estratosféricos, inchaço da máquina pública e investimentos mal feitos terão conseqüências em curto prazo. E algumas já estão aparecendo, como o rápido encolhimento de nossas reservas internacionais e aumento da inflação. Todo o populismo para cooptar o povo burro e preguiçoso e os políticos inescrupulosos não será impune.

Lula montou uma gigante bomba relógio que explodirá na primeira metade do mandato do próximo presidente. Haverá uma enorme crise interna, que exigirá extrema austeridade nas contas públicas, e claro, infinitas medidas nada populares por parte do mandatário da nação e seu ministério.

Aí está o golpe: Lula lança como candidata um gato morto, que sofre de completa falta de inteligência (de todos os tipos), com uma história de vida que depõem muito mais contra do que a favor, e pronto, é só sentar e esperar.

Lula entrou em campo para perder.

Uma vez estourada a bomba, e depois de quatro anos de aperto e arrocho nas contas públicas, Lula volta nos braços do povo gritando "Esse é o cara!". Formar-se-á um enorme contraste entre os governos, e o povo, que só olha pro seu próprio umbigo, tentando descobrir onde pode levar vantagem, concordará que o Lula era muito melhor, sobrava dinheiro, a gastança era grande e boa.

Lula pode até subir no palanque da Dilma, mas no dia D, lá dentro da urna, aposto que ele digitará 45 e confirmará.


 


Share/Bookmark

3 comentários:

Voodoo disse...

Cara,

De acordo, é uma real possibilidade.
abx

PS Estou te linkando.

guerrilheira abandonada, disse...

Lula pode até subir no palanque da Dilma, mas no dia D, lá dentro da urna, aposto que ele digitará 45 e confirmará.
SIM, CLARO. ISTO FAZ PARTE DO ACORDO FECHADO HÁ MUITOS ANOS ATRÁS, ENTRE LULA E FHC, QUANDO LULA AINDA NÃO ERA PRESIDENTE E SIM UM SIMPLES SINDICALISTA.
FHC, NA ÉPOCA, ERA PROFESSOR DE UMA UNIVERSIDADE DE PRINCETON(EUA).
LULA FOI ATÉ LÁ PARA FECHAR ESSE ACORDO E ENTÃO FICOU SENDO CHAMADO DE ACORDO DE PRINCETON. TAL ACORDO, FALAVA DA ALTERNÂNCIA DE PODERES DA ALA ESQUERDA DO BRASIL.

Eliana Gerânio Honório. disse...

Tomei a liberdade de levar para
meu chiqeiro.

Muito obrigada.

Grande abraço.