Eugène Delacroix - "A liberdade guiando o povo" - 1830






14 de mai de 2010

Comunista melancia: verde por fora e vermelho por dentro

O "verde" é a nova bandeira dos comunistas mundo afora, que se viram sem pai nem mãe depois do fim da URSS. O alarmismo fundado em dados mentirosos e inventados é a nova arma para acabar com o capitalismo. A maior destas fraudes é o aquecimento glogal antropogênico. Uma das maiores mentiras já inventadas, mas que aos poucos vem sendo desmascarada depois dos escândalos dos dados inventados pelo IPCC.


“Se quisermos salvar a Terra e a humanidade, não temos outra alternativa a não ser acabar com o sistema capitalista”.
(Evo Morales, presidente da Bolívia em entrevista coletiva na COP-15, Copenhague).



“A ecologia não é compatível com o capitalismo. Todas as ideologias produtivistas fracassaram (...) com o aquecimento climático que se acelera. (...) Nós temos necessidade de virar as costas para o modelo produtivista agrícola que eliminou milhões de camponeses, destruiu a qualidade dos alimentos e depredou o meio ambiente.”
(José  Bové, ativista verde para o Le Monde, 23.6.09 )





As ONG's que alardeiam o fim do mundo, derretimento das calotas polares, aumento do nível do mar, etc, são exatamente as mesmas que recebem anualmente rios de dinheiros dos governos mundo afora para "pesquisas" na área. Existe um verdadeiro exército de inúteis que vivem (e muito bem) de alardear notícias apocalípticas. É negócio, como qualquer outro, pelo menos enquanto houverem trouxas pagando. E o Al Gore, foi um dos que mais encheu os cofres de dinheiro, com sue filme feito com dados e gráficos inventados e sem a menos fundamentação científica, a não àquelas fornecidas pelo IPCC.

Quem nunca viu empresas privadas com programas de "compensação de CO2", onde seus clientes podem pagar uma pequena quantia para "compensar" seu CO2 emitido? É o imposto sobre a respiração!! Pare de respirar, salve o planeta! Só não vê quem não quer, ou não tem senso crítico. Tem gente que gosta de ser enganada. Isso é uma máfia. Você está sendo enganado e roubado.

Então quer dizer que o aquecimento global não existe? Mas e a diminuição das calotas polares?

Existe. O clima realmente está mudando. Mas o clima SEMPRE ESTÁ MUDANDO. Na história recente de nosso planeta (últimos 1000 anos) já tivemos temperaturas médias muito mais baixas e muito mais altas do que temos hoje, e sem a influências de carros e indústrias. Os níveis de CO2 já estiveram diversas vezes mais altos que hoje, nos últimos 10 séculos. E sem a participação do homem. É o ciclo natural do clima. O clima não é estático, é dinâmico. A Terra já foi coberta durante milhares de anos por florestas tropicais, e esta mesma Terra já foi coberta por milhares de anos por metros de geleiras eternas. E o homem nem existia ainda!

A Terra passou por um período de aquecimento nos últimos 35 anos, mas já iniciou o declínio, e isso nada tem a ver com o CO2 emitido pelo homem, que é de uma quantidade absolutamente desprezível no total de gases de nossa atmosfera. Incapaz de alterar o clima de um planeta.

Quem REALMENTE afeta nosso clima é o SOL. O que você acha que tenha mais probabilidade de afetar o clima em nosso planeta: o SOL com todo seu tamanho energia ou a flatulência das vacas do agronegócio?

O Sol, há um par de anos está com sua atividade baixíssima, e toda vez que isso acontece, a tempetura dos oceanos cai, e afeta diretamete o clima na Terra, diminuindo as temperaturas médias. O inverso também é verdadeiro, sendo que quando os oceanos aumentam sua temperatura, anos depois, como consequência, aumenta o nível de CO2 na atmosfera, dada a alta atividade biológica nos oceanos (que cobrem dois terços de nosso planeta). Então, o aumento do CO2 é CONSEQUÊNCIA  e não causa do aumento das temperaturas. A análise de dados históricos mostra claramente isso. Aliás, pena que Al Gore "esqueceu" de mencionar esta relação, aliás, mencionou, mas inverteu deliberadamente os gráficos, numa impressionante cara de pau, digna dos petistas tupiniquins.

Voltando ao Sol, existe uma tendência de resfriamento global para as próximas décadas, dada a baixa atividade solar. Vide os rigorosos invernos que tem dado em todo mundo, apesar do amargedom anunciado estar próximo. Porque está tão frio? O frio será consequência do aquecimento? Interessante.

“O volume de CO2 que nós produzimos é insignificante em termos de circulação natural entre ar, água e solo… Estou preparando um circunstanciado estudo sobre os relatórios do IPCC e dos Sumários para Responsáveis Políticos, identificando o modo pelo qual esses Sumários distorceram a ciência.”
(Dr. Philip Lloyd, físico nuclear sul-africano, co-coordinador do IPCC)


“A este ritmo, Copenhague vai se transformar numa convenção de comédia com o mundo real rindo desses mentirosos. Agora é a hora de montar a resistência maciça ao tiranetes e atingi-los onde dói: no bolso. Aprofundando o caso, pode haver em muitos países processos criminais das pessoas que falsificaram dados para obter financiamentos e impor restrições fiscais potencialmente desastrosas para o mundo, em decorrência de uma fraude maciça. Há um mundo novo lá fora, Al [Gore], e, como você deve ter notado, o clima é muito frio mesmo.”
(Colunista Gerald Warner, azedamento do “Climagate” e perigos em Copenhague:The Telegraph, 26.11.2009 )


A comunidade científica séria vem alertando que a Terra deve entrar em uma era de resfrianto nos próximos anos, o que notadamente é muito mais nocivo para a humanidade do que o aquecimento (antropogênico ou não). E o maior problema é que nenhum governo está se preparando para isso, pois estão todos histéricos com a propaganda comunista do aquecimento.

TERRA ENTROU EM MINI ERA GLACIAL, DIZ RELATÓRIO

A Terra ingressou numa mini-era de gelo que poderá durar entre 60 e 80 anos e diminuirá a temperatura global em 0,2º C segundo relatório do Instituto de Geofísica da Universidade Nacional Autônoma de México (UNAM), noticiou “La Nación” de Buenos Aires.

O investigador Víctor Manuel Velasco explicou que o fenômeno é causado pela diminuição da atividade solar que vem sendo registrada há anos.

Velasco estudou os períodos glaciares e interglaciares da Terra e a variabilidade solar. Os resultados apóiam uma teoria que poderá quantificar a diminuição da atividade solar e seu impacto na Terra.
(... continua)

Leia esta notícia completa no blog Verde: a nova cor do comunismo, que contribuiu com diversas informações para este post.




Share/Bookmark

Nenhum comentário: