Eugène Delacroix - "A liberdade guiando o povo" - 1830






18 de out de 2010

Site do Terra fala em "doações ilegais" Que doações ilegais?

O site do Terra publicou hoje a seguinte notícia dando cobertura do debate da RedeTV, na noite de ontem: "Serra nega doações ilegais e Dilma diz que Erenice errou".

" As perguntas mais firmes dessa vez ficaram por conta das jornalistas, no terceiro bloco. Questionado pela colunista Renata Lo Prete, da Folha de S. Paulo, Serra negou que teria dito que não conhecia o ex-diretor da Dersa, Paulo Souza Vieira, o Paulo Preto. Em sua resposta, Serra afirmou ainda que é vítima nas denúncias de desvio de dinheiro em sua campanha e relacionou as notícias de seu envolvimento com Paulo Preto a uma suposta onda de sua adversária para difamar seu nome. "Disseram que alguém tinha recebido uma contribuição para minha campanha e não tinha entregado a contribuição", diz Serra. "Nem se trata de dinheiro de governo. Se trata de dinheiro de campanha. Eu não neguei que eu o conhecia. Uma jornalista em Goiânia me perguntou sobre um Paulo Preto. Paulo Preto é um apelido que se dá e é preconceituoso e racista. Paulo Preto. Essa foi a pergunta". Serra afirmou ainda que o PT usa a tática do "pega-ladrão" para desviar as atenções. Sobrou também para a ex-ministra de Lula se explicar. Perguntada pela jornalista Patrícia Zorzan, da RedeTV!, sobre seu relacionamento com a ex-ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, Dilma garantiu que combate o nepotismo na administração pública. "As pessoas erram e Erenice errou", disse Dilma. "Eu tenho um compromisso de combater o nepotismo. Nós investigamos e Erenice saiu do governo. Isso significa que nós apuramos aquilo que acontece. Nós temos uma diferença em relação ao candidato Serra. Nós investigamos."

=======================================

A denúncia que envolve o nome do indivíduo conhecido como Paulo Preto, diz respeito a uma suposta doação de campanha que teria sido feita por seu intermédio, e que o dinheiro não teria chego aos caixas do PSDB. Nesse caso, se é que isso aconteceu, o PSDB e o condidato José Serra seriam VÍTIMAS de um desvio, o que é muito diferente de vender favores dentro da Casa Civil. Agora ainda não entendi onde está a "doação ilegal" propagada pela manchete. Na pior das hipóteses, a manchete força um bocado a barra pra transformar um factóide em "doação ilegal" pra campanha. Aliás, quem entende bastante de doações ilegais é a turma da Dilma, pois a própria candidata confessou em debate anterior, que as doações oficiais são todas declaradas (pressupõe-se que as não oficiais não são declaradas). Isso sim é doação ilegal.

Nenhum comentário: