Eugène Delacroix - "A liberdade guiando o povo" - 1830






29 de abr de 2011

O Brasil perde o trem

O Brasil está novamente sentado a beira da estrada, vendo o seu trem passar. O nosso país está tendo uma chance como poucos países já tiveram, de dar um salto qualitativo, que nos empurraria para mais longe da linha dos sub-desenvolvidos ("em desenvolvimento" é um eufemismo estúpido).

O Brasil, vem há 16 anos estabilizando sua economia, no maior período de estabilidade econômica visto na história recente. O mesmo pode-se dizer da estabilidade política, que apesar dos pesares, é muito mais que já tivemos nos últimos 50 anos. Por conta disso, e por conta da procura de novos mercados consumidores em potencial, o Brasil está muito em evidência internacional. Paralelo a isso, e como consequência disso, vai sediar a próxima Copa e a olimpíada de 2016. Todos estes fatos reunidos seriam suficientes para catapultar qualquer nação para um fututo promissor, ganhando a impulsão necessária em infra estrutura, que facilita a economia e o desenvolvimento da nação como um todo.

Porém o Brasil, azarado como é, tem a infelicidade de ver tudo acontecer num período em que estamos com o governo mais incompetente, inerte e corrupto que a República já viu. Estamos perdendo a chance de modernizar nossas estradas (sem o ineficiente e corrupto e eleitoreiro PAC), portos, aeroportos, sistemas de transporte coletivo, etc. Vai ser tudo feito de maneira porca e mal feita, roubando-se bilhões, aparelhando estatais e com pouquíssimo benefício para o país.

E antes que algum petralha diga, não, a estabilidade econômica e política não é obra do PT, e persiste até hoje APESAR do PT e suas intervenções absurdas, e tentativas de cooptar tudo e todos.

É o Brasil perdendo o trem da história.




Nenhum comentário: