Eugène Delacroix - "A liberdade guiando o povo" - 1830






27 de abr de 2011

O primeiro dos apagões vem aí

Com falta de álcool anidro, distribuidoras racionam gasolina

Por VENCESLAU BORLINA FILHO

Folha On Line

Revendedores de combustíveis de ao menos oito Estados disseram à Folha que estão enfrentando dificuldade para obter gasolina. As distribuidoras, dizem, têm racionado a entrega do produto.
O motivo, segundo donos de postos e representantes do setor, é a baixa produção de etanol anidro no começo da safra da cana.
A rede Ipiranga, que atua em todo o país, afirmou à Folha que está racionando para evitar desabastecimento.
Representantes de entidades dizem, porém, que o problema é pontual e que afeta mais postos de bandeira branca (sem vínculo direto com distribuidoras).
De acordo com o presidente do Sincopetro (sindicato dos revendedores de SP), José Alberto Paiva Gouveia, as distribuidoras têm cortado os pedidos à metade para evitar o desabastecimento.
Dados do Sindicom (sindicato das distribuidoras) apontam alta de 30% (total de 600 milhões de litros semanais) no consumo da gasolina nas últimas semanas, na comparação com os números do começo do ano.
A Petrobras importou 1,5 milhão de barris de gasolina comum só em abril para garantir o abastecimento. Em todo o ano passado, foram 3 milhões de barris. O etanol anidro compõe 25% da gasolina e na última semana fechou cotado a R$ 2,72 o litro.

____________________________________________________________

Esse é o primeiro de muitos apagões que vamos enfrentar nos próximos anos. Entre outros que vamos enfrentar e/ou já enfrentamos está o apagão dos portos, aeroportos, estradas, eletricidade, e o pior de todos, o apagão moral no governo federal. A nossa presidenta acha que isso é bom. Significa que o pobre está podendo comprar carro! Um comentário desses feito pela presidente da república é uma um ataque frontal a inteligência de qualquer brasileiro. O governo é inoperante e incompetente, e os problemas de infra estrutura passam a ser tratados como um troféu. Por falar nisso, alguém não tinha nos dito que o Brasil era auto suficiente em petróleo?

 


Nenhum comentário: